Partilha Nossa Página no Facebook Angola no mundial de andebol 2017 ~ Canal 82 | Agência de Notícias

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Angola no mundial de andebol 2017



A festa do Andebol mundial reúne os melhores do mundo na cidade “luz”, Paris, de 11 a 29 de Janeiro. França, campeã mundial é a primeira na lista de candidatos ao título, secundada pela Alemanha, Croácia e Espanha.


Angola que mostra ao mundo pela terceira vez, a positividade da política desportiva do país, procura firmamento entre as potências da modalidade.


A Selecção Nacional de Angola que amanhã estreia no Mundial de 2017, ocupa actualmente a quadragésima sexta (46ª) posição do ranking masculino da Federação Internacional de Andebol (IHF), com 3 pontos, sendo o último dos países integrantes do grupo “B” da primeira fase. 

A Espanha é a melhor colocada com 165 pontos (7ª da geral), seguindo-se-lhe a Islânda com 97 (12ª), e a Tunísia (17ª com 48 pontos). Eslovênia e Macedónia ocupam a 20ª e 28ª posições, com 39 e 17 pontos, respectivamente.

Apesar de não estar ao nível das selecções do topo do ranking, Angola supera países como o Canadá e a Itália e tem menos dois pontos que os EUA (5) e menos um que a China e a Gronelândia (4). Angola já disputou em campeonatos do mundo um total de 11 jogos com um registo de três (3) vitórias e oito (8) derrotas. Marcou 269 golos e sofreu 379. As vitórias da Selecção Nacional aconteceram diante do Canadá (27-26), Qatar, actual vice-campeão do mundo, por 33-27 e Gronelândia (29 - 28).

Dos cinco oponentes do grupo “B” na fase primária da competição, Angola apenas defrontou a sua congénere da Tunísia, com quem perdeu por 23-39, após 10-20 intervalo, no Mundial de 2005, organizado pela Tunísia. As demais derrotas aconteceram diante da Dinamarca (19-47, 20-29), Grécia (21-26), França (18-40), Hungria (31-34), Noruega (13-41) e Marrocos (28-32).

O prélio inaugural da equipa nacional representa uma “faca de dois gumes” para a Eslovénia que reúne um naipe de bons executantes e assenta o seu jogo basicamente em três peças, designadamente Vid Kavtičnik, Zvizej Miha e Jure Dolenec. Presente nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a Eslovênia conseguiu o apuramento para o mundial ao eliminar a Noruega, não obstante a decepcionante participação no Euro 2016, ao contrário de Angola, medalha de bronze na Taça de África das Nações, disputada no mesmo ano. Tratando-se da ronda inaugural, tudo pode acontecer, num prélio onde o factor surpresa pode ser determinante. Em termos de potencial individual e morfo-fisológico, os eslovenos levam vantagem, mas têm que mostrar isso em campo para chegarem ao triunfo.

Macedónia-Tunísia e Espanha-Islândia complementam o cartaz da ronda inaugural do grupo “B”, ambos em Metz, às 17H45 e 20H45, respectivamente. Os macedónios, nonos em 2015, são teoricamente favoritos frente aos tunisinos, que na referida edição não foram para além do décimo quinto posto, enquanto a Espanha não deverá ter dificudades de relevo para se desenvencilhar da Islândia.

Numa pincelada aos números deste vigésmo quinto mundial, até ao momento, foram vendidos 431.000 ingressos, uma média de 53,875 por cidade/sede. Dez mil pessoas foram acreditadas, das quais 650 das delegações participantes, cujas selecções percorrerão durante a competição cerca de 60.000 mil quilómetros. A Espanha é a selecção com o maior número de golos em provas mundiais, com um total de 3.919, seguida da Alemanha e da Suécia, com 3.899 e 3.719, respectivamente. Alemanha, Suécia e Dinamarca são as recordistas de participações, com 21 presenças.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES