Partilha Nossa Página no Facebook Canal 82 | Agência de Notícias

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Novo disco de Edmázia Mayembe ´´ Água e Luz´´ dia 18 de Dezembro de 2016


Alguns meses depois de Matias Damásio dizer que fará de Edmázia uma rainha da música angolana, é anunciada a data e local da venda e sessão de autógrafos do novo trabalho da artista.
No dia 18 de Dezembro os fãs e amantes da boa música, poderão ir a praça da independência adquirir a nova obra de estúdio da “Mamoite da Zona”, como é carinhosamente tratada pelos seus seguidores após o sucesso da música “Alma Nua”.
Lembre-se que Edmázia Mayembe faz actualmente parte da produtora de Matias Damásio “Arca Velha”, e é autora dos sucessos: “Erro Bom”, “Meu Herói” e “Alma Nua”.
PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Tag: Baixar novo disco de Edmázia Água e Luz, Edmázia Mayembe-Água e LUz Baixar, Edmázia baixar Erro Bom, Baixar Musica de Edmazia Mayembe Alma Nua, Edmázia-Alma Nua Baixar, download  Disco de Edmázia-Agua e Luz, Edmázia Mayembe Novo disco 2016 Baixar, baixar gratsi novo disco da Edmazia mayebe 2016. Edmázia Água e Luz Disco Baixar.

CAN ANDEBOL-ANGOLA 2016: Com Senegal desclassificado, Angola vai disputar a final com a Tunísia



A selecção de Angola defronta hoje às 19 horas a sua similar da Tunísia, campeã em título, contrariamente ao Senegal, na final do Campeonato Africano que decorre no pavilhão multiusos de Luanda.


O Senegal foi afastado da prova por má inscrição, segundo os organizadores, de uma das suas jogadoras, Doungou Câmara, que já actou na selecção de França.
Assim, a final terá em campo 14 títulos continentais e a Tunísia pode defender o título retirado a Angola em 2014 com vitória sobre a RDC na final de Argel.
Do outro lado, as anfitriãs têm soberana oportunidade de resgatar o trofeu, em própria casa, e corrigir “a história” pois desde 1998 venceu todas as edições da prova, excepto a última. Foram oito conquistas consecutivas.
O aspecto psicológico será o grande adversário de Angola, visto que se preparou sob todos os pontos de vista para um oponente e a escassas horas viu todo plano jogado fora.
Como reconstituir a equipa, será a tarefa do seleccionador Filipe Cruz.
Ao adversário, esta “ressurreição” na luta do trofeu tem um aspecto motivacional positivo mas também terá idênticas dificuldades, porque não estudou Angola.
Em comum estas duas selecções – as melhores ranking africano – têm o facto de se conhecerem reciprocamente, pois nos últimos dez anos defrontaram-se três vezes (2006, 2010, 2012)  sempre com vitória de Angola.
De resto, em 12 finais ja disputadas, a selecção nacional só perdeu uma. (Nigéria em 1991).
A Tunísia vai para a sua oitava final e iguala o Congo Brazzaville no segundo lugar nas presenças em finais africanas.
Com esta alteração, os Camarões, que eram adversários da Tunísia no terceiro lugar, são declarados automaticamente terceiros medalha de bronze e habilitam-se ao mundial de 2017 na Alemanha, competição que tem três vagas para o continente africano.

O Senegal sai de Luanda de mãos vazias. Perdeu o segundo lugar já assegurado, perdeu o lugar no próximo mundial e ainda deixou fugir a chance de fazer história caso vencesse os seu primeiro Africano em oito participações.
PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Tag: Andebol angola tunisia 2016, Can Andebol angola tunisia 2016. angola campeã de andebol can 2016, angola campeonato de andebol campeã 2016.

Com saída de JES, MPLA não será o mesmo


Por Orlando Fonseca | Miami/Florida - USA
A Continua deterioração, do estado de saúde do ditador, Jose Eduardo dos Santos de Angola, o presente cerco, iniciado recentemente pelos Angolanos, sobre o qual, logo se juntaram os EUA/União Europeia e particularmente a China, etc. etc,contra JES/seus filhos, por corrupção generalizada, lavagem de centenas de milhões de dólares Norte Americanos, em território Angolano e no Estrangeiro, o presente congelamento de todos os bens, do general, Manuel Hélder Vieira Dias Junior, "Kopelipa" em todo mundo, particularmente em Portugal, a pedido dos EUA,seguido da proibição de entrada nos EUA, daquele que não pratica e o segundo homem da hierarquia Angolana",Kopelipa",a anunciada falência técnica do sistema financeiro nacional Angolano, inteligente/recentemente bem pintada, pelo jovem governador do Banco Nacional de Angola, Walter Filipe, a falência técnica da Sonangol etc., que como consequência, levou Angola para as sombras da Banca rota, estão na base desta apressada renúncia, do ancião Santos e, que vai culminar com o pedido de Asilo Político, na África do Sul, já formulado por JES,ao seu amigo e aliado corrupto/polígamo, Jacob Zuma.
Pessoalmente, fico apenas verdadeiramente, surpreendido, pelo facto da ala do MPLA educada, não haver ainda se dado conta que a nomeação do Sr João Lourenço e Bornito de Sousa, como presidente e vice presidente de Angola, não está mais do que, o agravamento do risco, da extinção do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA).
Tendo em conta, que o actual ministro da Defesa de JES, ou o Sr Bornito Sousa, fazem parte da lista actualizada, detida pelos EUA, de cuja as pessoas politicamente expostas. Poderão ser um dia como hoje aprisionadas, acusadas e logo condenadas, por lavagem de centenas de milhões de dólares Norte Americanos, quer nos Bancos Angolanos e no estrangeiro.
Quer dizer, JES na verdade, tal como temos dito repetidas vezes, durante os últimos anos, não deveria sair do poder mas, ao mesmo tempo, que não poderia continuar ali, na Cidade Alta em Luanda. (Perigosíssimo Dilema)
Porque JES, saindo do poder, sobre sejam quais forem as circunstancias, Eduardo dos Santos seus filhos e seus correligionários, sempre hão ser requeridos pela justiça, particularmente Americana, de cujo dólar Americano, lavado pelos dos Santistas, e pertença da super. potencia, sendo que segundo as leis da America,todos aqueles lavarem um só dólar, Norte Americano, sejam eles quais forem, sempre e quando haja sido provado, para o efeito, os EUA, pode, aonde quer se encontrem, dete-los,aprisiona-los,acusa-los e logo merecidamente condena-los.
Para o efeito, precedentes não faltam, porem sobre os quais e inútil referir-me aqui outra vez a eles, já que creio que os compatriotas, já deverão haver tido, a oportunidade de ler sobre eles, quando em outros artigos repetidas vezes já me referi a vários casos em que os EUA, já caçaram a vários ditadores, governantes, traficantes de drogas etc., que já foram aprisionadas e extraditadas aos EUA, em virtude de andarem a branquear a moeda deste generoso pais em que moro.
Por isso, fica muito difícil, para mim perceber, como e que ala dos educados do MPLA, ainda não se deram ao trabalho de descobrir, que a única figura que resta em Angola, como seja quem poderia fazer sobreviver o MPLA, do actual hecatombe politico, que me parece letal, seria sem mais nem menos, do que o ilustre, Dr Marcolino Jose Carlos Moco.
O Dr Moco, seria o único, dos bons do MPLA/educado, que se fosse tido e achado, poderia mais facilmente trazer de volta os dólares a Luanda, por ser a única figura em Angola, que resta no partido dos camaradas, provavelmente o qual, os Americanos poderiam dar ouvidos.
Na verdade, se nos dermos ao trabalho de  fixarmos, uma simples olhada, para a famosa lista detida pelos EUA, das pessoas politicamente expostas em Angola, veremos que de todos os correligionários de JES/seus filhos, quase todos, ou absolutamente todos, já  estão verdadeiramente mergulhados, no universo da teia de aranha dos Bancos Angolanos, que se tem encarregado no branqueamento, de centenas e centenas, de milhões de dólares Norte Americanos por isso, como consequência  candidatos a ocuparem no futuro não muito distante, as primeiras celas, das prisões da Kakila,Viana,Comarca de Luanda,Bom Jesus ou no Estrangeiro, seguida da extinção do MPLA, sempre e quando a ala educada do MPLA, não seja capaz de inteligente/sabiamente, descobrir uma saída, que salve o MPLA, desta era pós/dos Santos, de cujo o curso acabamos de testemunhar em Luanda, ontem em Luanda.
O facto do próprio ditador JES,haver precipitado a sua renuncia, que como consequência, vai culminar com o Asilo Político, do ancião Santos, na África do Sul, certamente vira a acelerar o aprisionamento do ditador, muito mais depressa, como nunca antes, a menos que Santos, sucumba pela morte natural, tendo em conta que Jacob Zuma, não e ditador, que prevaleceria no poder, na África do Sul, eternamente, para não entregar JES,uma vez que Santos, seja requerido pela justiça dos EUA,ou duma outra potência mundial por ai, que  venha acusar o velhaço, cansado tirano Angolano/filhos, de branqueamento de capitais.
Mas seja como for, aqui o mais importante e, que agora sim, podemos afirmar já sem rodeos, ou sem medo de errarmos, que a presente renúncia do ditador JES, constitui na verdade o fim da Incógnita Angolana, ou o verdadeiro princípio do fim, do Calvário de Angola e dos Angolanos.
Ao mesmo tempo, que acaba de abrir a verdadeira avenida, para que os patriotas Angolanos, governem a nossa terra, com brio, honestidade intelectuais, zelo e o patriotismo necessários, para que Angola regresse outras vez nos patamares, daquela pérola da África Austral, que todos os Angolanos/amigos da terra Angolana, verdadeiramente desejam.
Que Deus, cuide/abençoe Angola e a todos os filhos e filhas de Angola
PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Tag: Saida do Presidente angolano José Eduardo dos Santos, José Eduardo dos Santos angola saida desistencia.

´´Beef´´: Rapper K9 x Yannick Afroman


Ao: 24
O hip-hop lusófono esteve um pouco agitado nos últimos dias, isto devido a polémica que envolve o rapper moçambicano K9 e o rapper angolano Yanick Afroman.
Tudo começou quando K9 disse que Yanick Afroman era o “pior rapper a nível dos PALOPs“, o que gerou muita polémica e o rapper angolano não perdeu tempo, respondeu a provocação, o público também não ficou atrás, opinou e “lançou muitas pedras” ao K9.
Para esclarecer tudo sobre a polémica, o Moz Entretenimento fez uma pequena entrevista ao K9, onde o rapper explica tudo, aos mínimos detalhes sobre este assunto que dominou e continua dominar as redes sociais em Moçambique e Angola principalmente. Acompanhe.
ME: O que é ser rapper?
K9: Ser criativo com hiphop, ser solidário com a sua comunidade,  independentemente do flow ser mau ou não, o conteúdo, alguma mensagem terá que ser transmitida para educar,  dançar, festejar ou mesmo relatar  comportamentos, a poesia, as rimas, enfim, a sua responsabilidade social.
ME: Afinal de contas quem é o melhor rapper?
K9: Não existe o melhor porque hiphop actualmente faz com que cada tenha sua identidade e suas qualidades.
ME: Quem é o pior rapper?
K9: Logicamente que o pior seria aquele que não tem nenhuma qualidade como rapper, se o mc tiver alguma qualidade a contribuir no Hip Hop claro que deixa de ser o pior.
ME: O que acha do Yanick Afroman?
K9: O Afroman, é um rapper de longa data com um cv (Currículo Vitae) de ouro e uma personalidade forte, é um exemplo a seguir no rap PALOP, é pai grande, merece mais reconhecimento e respeito que muitos outros rappers.
ME: Então Porquê disse que Y. Afroman é o pior rapper dos PALOP’s?
K9: Na verdade o K9 sempre será um rapper muito frontal com um propósito, a sua intervenção pode não ser perfeita (pois eu faltei respeito) mas sempre com algum motivo e objectivo.
AfroMan nunca será o pior rapper, está longe disso, mencionei AfroMan assim como podia ter usado qualquer nome de qualquer angolano. Foi tudo programado, pedi a todos bloggers (holla a Moz Entretenimento e Platina Line), pedi aos mídias em geral que fosse feito esse barulho, foi um teste muito arriscado pois era de se esperar que todos explodam pela atitude. E esperei que AfroMan tivesse uma atitude humilde e por acaso ele sim teve uma boa atitude apesar de ter sido irónico em relação ao uso da bandeira de Moçambique, se o problema é entre dois, que se resolvesse sem puxar um público, mas ainda bem que ele o fez, pois assim viria a reacção dos moçambicanos. E foi o que foi. AfroMan foi só um nome que usei para no fim de tudo saber como os  moçambicanos reagiriam. Todos gastaram seu rico tempo com uma frase fútil,  frase ofensiva, estúpida e arrogante e nunca gastaram rico tempo em alimentar a alma de muita música nacional (já se consome muita musica nacional, mas sabem muito bem de que valorização falo, de haver shows só Moz, sem sempre precisar de convidados estrangeiros aqui já não existem muitos shows “grandes”  de rap nacional por causa do medo e acontece duas ou três vezes uma vez por ano, falo de shows como exemplo ainda existem outros factores).
Pois no final de tudo 80% dos moçambicanos além de valorizarem quem é de fora, só dá atenção aos seus compatriotas, quando eles erram, pior quando ofendem alguém que nem é de Moçambique, primeiramente se for angolano é defendido com unhas e garras. Eu decidi errar, decidi ter uma atitude tão baixa somente para provar algo que já  alonga-se a mais de 20 anos que moçambicanos têm que valorizar seus artistas, sem precisar de imigrar para começar a ser apreciado.
Moçambicano tem um talento de ouro assim como os angolanos, a única diferença está aí, nas condições e na valorização. Nisto eu vou lutar que até mude, até não respirar mais, lutarei para se enaltecer a cultura.
Em relação à minha atitude, não farei mais esta estupidez. Quando  lancei “Facas” ninguém esteve do meu lado e depois com o tempo começaram a dar razão. Esta minha atitude também será apedrejada mas um dia perceberão o fim de tudo. As vezes temos que sangrar para provar as reacções (os que matam um próprio assassino são de Deus?).
Se eu ofender e tu me ofenderes de volta, aí não haverá diferença entre eu e tu, estarás a provar que és como eu.
Aquelas mesmas pessoas que criticaram minha atitude nunca postaram música moçambicana ou seja poucas vezes (exemplo da questão de Liloca, ridicularizam mais a novela da vida do casal Bowito, os “shares” que fazem das fofocas são mil e os “shares” das musicas são 10).
ME: Dizem que K9 está na rocha ou quer aparecer ou que quer ganhar fama!
K9: Aparecer sempre apareci, desta  vez com a MLP então esse comentário não tem factos que prove os argumentos.  MLP está a dar o “boost” ao K9 e ao Bilimbao, MLP está no activo e sendo bem aderido graças a Deus o nosso projecto está atingir os objectivos que é moçambicanizar o nosso hiphop e nossa musica em geral. Agora isso de ganhar fama é relativo porque fama existe, só que sempre vou preferir um fã que sempre estará para perceber seu ídolo e apoiar do que mil fãs que aplaudem quando marcas golo.

Funeral de Nzita Tiago em Paris, mas trasladação para Cabinda só com a independência



A Frente de Libertação do Enclave de Cabinda - Forças Armadas de Cabinda (FLEC/FAC) anunciou hoje o funeral do fundador do movimento, Nzita Tiago, para 10 de junho, em Paris, e que uma trasladação só com a independência.
A posição está expressa num comunicado da direção política da FLEC/FAC, enviado hoje à Lusa, dando conta que o corpo do presidente daquele movimento, que desde 1963 reclama a independência do território de Cabinda, falecido a 03 de junho, ficará sepultado no cemitério de Viry-Châtillon.
"O nosso presidente será sepultado em França e o seu corpo poderá unicamente ser trasladado para Cabinda unicamente com independência da nossa pátria", lê-se no comunicado assinado pelo porta-voz da FLEC/FAC, Jean-Claude Nzita.
Nzita Henriques Tiago, 88 anos, nasceu a 14 de julho de 1927 em Mboma Lubinda, Cabinda, e morreu na madrugada de 03 de junho, em Draveil, arredores de Paris, por razões não divulgadas.
As cerimónias fúnebres terão lugar em Paris, na sexta-feira, a partir das 14:00 (hora local), na igreja de St. Bernadette, também em Viry-Châtillon.
Segundo a direção política da FLEC/FAC, no seu "testamento político" Nzita Tiago pediu "a todos os cabindas que lutem unificadamente pela sua dignidade e pela independência de Cabinda e que nunca aceitem a opressão".
A direção interina da FLEC/FAC decretou unilateralmente, a 03 de junho, após a morte de Nzita Tiago, um cessar-fogo de três meses.
Aquele movimento independentista luta pela secessão do enclave cabindês desde 1963, primeiro contra o regime colonial português (até 1975) e, depois, contra Luanda.
Durante as tréguas unilaterais, a FLEC/FAC assume que vai suspender todas as atividades militares em Cabinda e convocar uma reunião da direção do movimento, de forma a eleger novo presidente.
Cabinda é um enclave angolano limitado a norte pela República do Congo e a leste e a sul pela República Democrática do Congo de onde provém a maior parte do petróleo de Angola.
PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Tag: Nzita Tiago Cabinda, Cabinda Nzita Tiago, FLEC Cabinda, cabinda angola, Funeral e Morte de Nzita Tiago.

Sporting confirma contratação de Gelson e Ary Papel ao 1º de Agosto



Depois de brilharem e ajudarem o 1.º Agosto a conquistar o Girabola, Gelson e Ary Papel deram o salto para a Europa e foram esta terça-feira oficializados como reforços do Sporting. João Paulo Costa, ex-técnico do Recreativo do Libolo, defrontou-os esta temporada e traçou-nos o perfil daqueles que poderão vir a ser dois diamantes para lapidar.
"O Gelson é um jogador que atua preferencialmente no corredor central, como ponta-de-lança ou segundo avançado, aparece facilmente em zonas de finalização e conclui muito bem. É um miúdo muito repentino, objetivo e tem um jogo tecnicista mas, simultaneamente, muito rápido", começou por descrever o técnico, sublinhando a principal característica do jovem avançado, de 20 anos, que arrecadou o prémio de melhor marcador do campeonato, com 23 golos, três deles apontados, curiosamente, no jogo da primeira volta, frente ao Recreativo do Libolo: "É muito forte no jogo aéreo, quer naquilo que é a capacidade de impulsão, quer na colocação da bola. Para as características do nosso jogo, penso que é um jogador interessante em termos de margem de progressão."



Igualmente promissor é Ary Papel, de 22 anos, que, apesar de jogar mais pelas alas, foi o segundo melhor marcador do Girabola, com 12 golos. "É diferente do Gelson. É igualmente rápido e forte no um contra um, mas ainda lhe falta um bocadinho de maturidade. Poderá ter mais dificuldades porque no nosso futebol temos mais jogadores com as suas características, rápidos pelos corredores e que têm alguma criatividade", analisou o treinador, de 44 anos, deixando, contudo, muitos elogios ao jovem.
Desafios
Confiante na evolução dos mais recentes reforços leoninos, João Paulo Costa antevê, no entanto, dois desafios na sua adaptação, uma vez que se trata da primeira aventura no velho continente. "Primeiro, tem a ver com cultura e da exigência do processo do treino, no que diz respeito à rotina. Por outro, relativamente ao conhecimento do jogo, ao seu caráter coletivo e ao conhecimento dos seus vários momentos, pois são maioritariamente jogadores de ações individuais", finalizou.
PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Tag: Ary Papel e Gerson Sporting, Sporting Ary PApel e Gerson 2016, 2017, Ary PApel Angola Gerson Sporting de Portugal, Ary Papel e Gerson no Sporting de Portugal Imagem e Foto de Ary Papel e Gerson no Sporting.

Tchizé não gostou de ver Bernice Burgos e Nicky Minaj em Angola



A deputada Tchizé dos Santos afirmou que não gostou a presença da Nicky Minaj no país, que deu um concerto em Luanda no ano passado num evento Unitel, controlada pela sua irmã, Isabel dos Santos.
Tchizé dos Santos fez estas afirmações em jeito de resposta a uma seguidora nas redes sociais que a criticou por ter comentado o fracasso da apresentação da Bernice Burgos em Luanda.
A mulher perguntou porque que a deputada não fez comentários sobre a vinda de Nicky Minaj, convidada pela a sua irmã Isabel dos Santos.
Tchizé dos Santos, por sua vez, afirmou que era uma das pessoas que esteve insatisfeita com a presença no país da estrela do rap americano, e que no seu entender, o dinheiro que a operadora de telefonia móvel pagou a Minaj serviria para ajudar os cidadãos carentes.
“Também não gostei de ver a Nicky Minaj em Angola. Achei que aquele dinheiro podia ser usado para alegrar muitas crianças e famílias. Quem me segue há seis meses já deve ter percebido que a minha onda é outra”, afirmou a deputada pela bancada parlamentar do MPLA.
Apesar de respeitar as acções da Isabel dos Santos, Tchizé dos Santos afirmou que embora sejam irmãs, o seu carácter é diferente.
“Afinal de contas estamos numa democracia, e da barriga da mesma mãe podem sair filhos com gostos e personalidades e gostos, e até aparência totalmente diferentes”.
Minaj apresentou-se pela primeira vez em solo angolano, durante o Show Boas Festas Unitel, em Dezembro do ano passado no Estádio dos Coqueiros.
RA
PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Tag: Tchize dos santos, isabel dos santos, coreon dú, angola josé edusrdo dos santos, isabel dos santos criticada por tchizé dos santos.

Nomeação de Isabel dos Santos para a Sonangol é competência do PR


A Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola considera a nomeação de Isabel dos Santos para presidente da petrolífera estatal Sonangol uma competência legal do Presidente da República, ao abrigo da Lei de Bases do Setor Empresarial Público.
A posição surge no despacho de resposta da PGR a uma queixa, formalizada a 16 de junho pelo ativista angolano Rafael Marques, invocando a inconstitucionalidade dos decretos presidenciais de reajustamento da organização dos setor petrolífero e com alterações aos estatutos da concessionária pública Sonangol "sem a prévia autorização da Assembleia Nacional".
Com essa queixa, Rafael Marques - que já confirmou à Lusa que vai pedir a impugnação deste despacho da PGR - pedia ainda a intervenção do Ministério Público para que solicitasse a "imediata" declaração da suspensão da eficácia da nomeação de Isabel dos Santos para presidente do conselho de administração da Sonangol, feita pelo chefe de Estado e pai da empresária, José Eduardo dos Santos, também em junho, por ser um ato "deles [decretos presidenciais] derivado".
No despacho da PGR, a que a Lusa teve hoje acesso, o procurador João Maria de Sousa refere que, no entendimento daquele órgão, a nomeação de Isabel dos Santos "não resulta da aplicação de nenhum dos dois decretos citados" e sim "em obediência ao disposto na lei de Bases do setor Empresarial Público".
Acrescenta que nas empresas públicas de interesse estratégico, os membros do conselho de administração "são nomeados e exonerados pelo Titular do poder executivo", de acordo com o seu artigo número 46 daquela lei.
"Ora, sendo a Sonangol EP uma empresa reconhecidamente estratégica, competia ao titular do poder executivo, nomear (como o fez) por decreto presidencial os membros do conselho de administração", refere o despacho, acrescentando: "Logo, não há como não concluir não ser tal ato inconstitucional".
Na queixa à PGR, Rafael Marques denunciava que os dois decretos presidenciais, no âmbito do processo de reestruturação da concessionária pública, representavam "atos inconstitucionais" por serem matérias na "reserva relativa do poder legislativo", segundo a Constituição.
Contudo, a PGR refere, citando o artigo número 120, que nos termos da Constituição, o Presidente da República é o titular do poder executivo e nessa qualidade deve "dirigir os serviços e a atividade da administração direta do Estado, civil e militar, superintender a administração indireta e exercer a tutela sobre a administração autónoma".
"Compõem a administração indireta do Estado, nomeadamente, as autarquias, as fundações públicas, as empresas públicas. Entre as empresas públicas e, para o caso em análise, aponta-se a Sonangol EP", lê-se no despacho.
Acrescenta que só no caso de se tratar de legislação sobre as "bases do estatuto das empresas públicas" é que seria necessária uma "prévia autorização legislativa", concluindo assim que os dois decretos presidenciais invocados "não violaram a Constituição nem são manifestamente ilegais".
Contactado pela Lusa, Rafael Marques confirmou que vai pedir a impugnação deste despacho da PGR, alegando que o decreto presidencial 109/16 "não é uma mera reorganização administrativa".
"Também é, mas é muito mais. É uma reorganização estruturante do principal setor de atividade do país", concluiu, reafirmando entender que há uma violação da Constituição, sobre a competência da Assembleia Nacional.
A nomeação de Isabel dos Santos foi ainda alvo de uma providência cautelar interposta em junho por um grupo de 12 advogados angolanos, invocando a alegada violação da lei da Probidade Pública, por ter sido feita pelo próprio pai.
Desde junho que essa ação aguarda decisão no Tribunal Supremo, mas o Presidente José Eduardo dos Santos e a empresária Isabel dos Santos já terão apresentado a respetiva contestação, nos termos da lei.
"Nos próximos dias vamos ter uma decisão. Já não é segredo que as pessoas visadas já apresentaram a sua questão, não sabemos em que termos. O que sabemos é que esta questão está em pauta e acredito que ainda antes das férias judiciais teremos uma decisão", disse hoje à Lusa David Mendes, porta-voz deste grupo de advogados.
LUSA
PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Tag: Isabel dos santos Sonangol, sonangola isabel dos santos, presidente PCA da Sonangol angola.

PGR RECEBE QUEIXA CONTRA GENERAL KOPELIPA



O activista Rafael Marques divulgou hoje que participou à Procuradoria-Geral da República a alegada violação da Constituição pelo general Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa”, ao acumular a administração de uma empresa privada com o cargo de ministro.
Segundo o texto da participação, com data de hoje e dirigida ao procurador-geral da República, João Maria de Sousa, o activista angolano refere que o general Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa”, ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, “viola claramente a Constituição e a lei” ao assumir, desde janeiro deste ano, a administração da sociedade comercial “Consultadoria Baía Limitada”, com sede em Macau, China.
“Acreditamos que só a perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos por cinco anos e o pagamento de multa de cem vezes o valor da remuneração anual recebida poderão colmatar esta ofensa grave à Constituição e ao princípio da legalidade”, lê-se no texto da participação entregue na procuradoria, em Luanda.
O processo está documentado com os estatutos da referida sociedade privada, que constam da Conservatória dos Registos Comercial e de Bens Móveis de Macau, conforme investigação feita pelo também jornalista angolano.
A participação apresentada por Rafael Marques defende que o caso representa uma “violação expressa” do artigo 138.º, n.º 2, da Constituição da República de Angola, que proíbe aos ministros “o exercício de funções de administração, gerência ou de qualquer cargo social em sociedades comerciais e demais instituições que prossigam fins de natureza económica”.
A sociedade em causa visa a prestação de serviços de consultoria e foi constituída a 26 de Janeiro de 2016 pelo general Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa” e pela sua mulher, tendo sede em Macau. O “casal de sócios detém quotas iguais na sociedade, cuja atividade teve início no mesmo dia”, lê-se ainda.
Rafael Marques acrescenta que para a celebração do acto de constituição da empresa ambos os sócios emitiram uma procuração em nome de um advogado macaense, Barry Shu Mun Cheong, que “foi reconhecida a 6 de Janeiro de 2016 pelo Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola”.
“Não se trata, pois, de um lapso ou de um esquecimento, mas de um acto voluntário expresso e confirmado”, refere ainda a participação, afirmando que, “além dos poderes normais de gestão”, ambos os administradores podem, segundo os estatutos, por exemplo, “abrir e encerrar contas bancárias para a sociedade e nelas fazer depósitos, levantamentos e transferências de dinheiro, nomear e alterar as pessoas autorizadas a movimentar essas contas bancárias e a sua forma de movimentação”.
“A partir desta amplitude de poderes que é atribuída a ambos os administradores, torna-se evidente que o seu desempenho [na empresa privada] é estritamente executivo”, escreve a participação entregue por Rafael Marques.
A queixa recorda ainda uma participação anterior, em que o mesmo general foi denunciado ao Ministério Público (MP) por ter integrado a administração da sociedade privada WWC, tendo depois “renunciado ao cargo com a entrada em vigor da Constituição da República de Angola”, em 2010.
“Ora, foi devido a esta demissão que nos autos deste processo o MP exonerou o general ministro de Estado de qualquer responsabilidade por conflitualidade entre interesses privados e a qualidade de servidor público”, aponta a participação, para justificar esta nova.

Texto original: Maka Angola
PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Angola: Mais de cinco milhões já actualizaram registo eleitoral



Há ainda 200 zonas de difícil acesso.
Mais de cinco milhões de eleitores angolanos já actualizaram os seus dados eleitorais, revelou no Lubango o secretário de Estado da Administração do Território para os Assuntos Institucionais.
Adão de Almeida disse que à escala nacional há cerca de 200 áreas de difícil acesso mapeadas pelo Ministério da Administração do Território no âmbito do processo de actualização do registo eleitoral.
Apesar do acesso a estas zonas estar mais dificultada nesta fase devido as chuvas que caem com intensidade em todo o país, o registo está salvaguardado, de acordo com Almeida.
“Se as coisas correrem como estão programadas e ao ritmo que elas têm neste momento acreditamos que, apesar das dificuldades existente,s vamos conseguir chegar a essas localidades e não vamos ter situações de zonas não atingidas pelo registo eleitoral”, garantiu o secretário de Estado da Administração do Território para os Assuntos Institucionais

Zaire: Colisão entre chatas resulta em afogamento de um cidadão no Soyo



Um cidadão, de 32 anos de idade, morreu terça-feira, no município do Soyo, província do Zaire, vítima de afogamento provocado pela colisão de duas chatas.


Um informe semanal do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) entregue hoje, quarta-feira, à Angop, em Mbanza Congo, refere que o incidente ocorreu por volta das 14 horas, na ilha de Luamba, município do Soyo.


Este caso, segundo o documento, faz parte das seis ocorrências registadas nos últimos sete dias, pelo Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, na província do Zaire, menos um caso em comparação a semana passada.


Entre as ocorrências destacam-se dois incêndios de pequenas proporções, três invasões de abelhas e um acidente naval, ocorridas nos municípios de Mbanza Congo e Soyo.


Os incêndios, esclarece a nota, tiveram lugar no município de Mbanza Congo, tendo provocado a destruição parcial de duas residências, cujos prejuízos materiais foram avaliados em mais de 200 mil kwanzas.


A negligência e a explosão de um fogão a petróleo aceso foram apontadas como as principais causas dos sinistros.


Quanto ao serviço de socorro, o documento informa terem sido transportados para o hospital provincial do Zaire dois cidadãos, sendo um encontrado na via pública em estado de coma e outro vítima de eminência de afogamento no rio Luegi, em Mbanza Congo.



PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Tag: Rios de angola, angola rios e mares, provincias de Luanda, zaire angola.

Temos via expresso Fidel Castro, mas não Savimbi ou Holden Roberto



Texto original: ANGOP


A Via expresso Cabolombo/Viana e Cacuaco, em Luanda, foi designada este sábado de Comandante em Chefe da revolução Cubana, Fidel de Castro Ruz, falecido no passado dia 25 de Novembro, em Havana, vítima de doença.


O acto de atribuição foi presidido pelo Ministro do Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da Republica, Manuel Hélder Viera Dias que descerrou a placa, na presença da comunidade cubana residente em Angola, das quais a embaixadora Gisela Garcia Ribeiro.

 Ao intervir na cerimónia, indicou que o governo de Angola rende uma singela homenagem de respeito e admiração da grandeza da figura de um dos maiores políticos e estadistas que mais marcou o século passado.

“ Não vemos apenas um antigo presidente, um chefe de estado amigo, mas sobretudo uma personalidade política que pela sua visão, clarividência e pela perseverança nas suas ideias e actuação é considerado no plano interno de Cuba o líder da revolução cubana.” Frisou.

O responsável fez uma narração histórica da importância da via para as acções militares, realçando que a via expresso teve grande servidão militar, no que toca a ligação da retaguarda com a frente militar de onde se desenrolou a batalha do Kifangondo .

O Ministro de Estado disse que a referida batalha foi crucial para a proclamação da independência de Angola a 11 de Novembro de 1975, onde registou-se um agrupado de tropas na operação denominada “Carlota” levado a cabo pelos combatentes cubanos no interesse de defender Angola e o seu povo.

Ainda no quadro da serventia da estrada disse que a mesma construída na sua versão actual a partir da zona de circulação, durante o período de luta pela conquista da independência do país, serviu inicialmente como via de fornecimento e evacuação logística entre a guarda militar e posteriormente de controlo na zona militar de Luanda e Cuanza Bengo.

  Explicou que actualmente é uma via estruturante que para além das funções de colectar as estradas nacionais e de ordenamento urbano, tem também a apropriação socio económica envolvida  por  condomínios  habitacionais , universidades centros comerciais recintos desportivos e uma gama de actividade económica que mudou o quotidiano  da vida do cidadão  em Luanda.  


Tag: via expresso calomboloca/viana/cacuaco, via expresso Luanda Cacuaco, via expresso LUanda Cacuaco/viana/calomboloca, via Expresso Fidel Castro LUanda. Estradas de Launda angola, auto estradas de luanda cacuaco/viana/benfica/calomboloca.


PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Sharan Diniz parabeniza amiga Maria Borges




A  modelo internacional angolana, Sharam Diniz  parabenizou à colega, Maria Borges pela perfomance no badalado show Victoria´s Secret Fashion Show 2016, e disse sentir orgulho em lhe ver desfilar mais uma vez como “anjo” da marca de lingerie. 

Sharam Diniz que foi a primeira angolana a desfilar para a Victoria´s Secret, não foi ao desfile deste ano, mas com este post a modelo mostrou claramente que o mais importante é ter Angola representada nos maiores eventos de moda, e na sua opinião o país da welwitchia esteve bem representado.

“Muitos parabéns Maria Borges por reforçares a beleza africana de forma natural e inspirares as nossas meninas africanas com confiança e bondade. Enches-nos de orgulho em sermos Angolanos”, escreveu a modelo na legenda da foto partilhada na sua conta de uma rede social.

Ainda no post Sharam disse “Não se esqueçam de ver este anjo angolano logo à noite” convidando assim o público a acompanhar o grande desfile da Victoria´s Secret que será emitido hoje nas cadeias televisivas.

A modelo angolana Maria Borges foi mais uma vez anjo da consagrada marca de lingerie, Victoria´s Secret, desfilando para aproximadamente 500 milhões de pessoas. As gravações do desfile aconteceram na passada quarta-feira (30.12) em Paris, França.

De relembrar que Sharam e Borges já partilharam o palco da Victoria´s Secret, conhecida como uma das marcas mais famosas do mundo. Ambas acarretam o titulo das “Modelos internacionais de Angola” que muito fazem para internacionalização da moda angolana.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


Tag: Sharan Diniz, Maria Borges Vitoria´s Secret, Maria Borges Modelo Angolana, Modelos angolanas Vitorias Secret, vitorias Secret 2016, Sharan Diniz Vitoria Secret 2017.

CAN DE ANDEBOL, LUANDA-2016: Angola disputa Final



A Selecção Nacional sénior feminina de andebol garantiu ontem à noite, na Arena do Kilamba, a qualificação para a sua décima terceira final de um CAN, ao vencer os Camarões por 31-19, na segunda meia-final da competição que termina amanhã, na capital do país.


Após a eliminação da campeã em título Tunísia, diante do Senegal, Angola voltou a vencer as camaronesas, depois de já o ter feito na fase preliminar.


O jogo começou em tudo semelhante ao anterior. O sete nacional fechou bem os caminhos para a sua baliza e, das poucas vezes que os remates adversários ultrapassaram o bloco defensivo, nos primeiros dez minutos, a guarda-redes Teresa Almeida “Bá” defendeu e lançou o contra-ataque.

O critério mais tolerante, em relação ao contacto físico, usado pelos árbitros togoleses Yawo Akpatsa e Agbeko Assignon, permitiu em certa medida que as camaronesas equilibrassem a marcha do marcador. O resultado de 9-6 aos 13 minutos indiciava alguma insegurança do ataque angolano, numa altura em que Natália Bernardo foi alvo de marcação individual.
Sem deslumbrar, e apesar de não ter conseguido dominar completamente as oponentes, o sete nacional esteve sempre em vantagem, mesmo no período de maior aperto. A ponta direita dos Camarões, Yolande Touba, foi nessa altura a unidade mais valiosa da equipa de Jean Marie Zambo, ao apontar cinco golos, na primeira parte.  

A entrada de Lourdes Monteiro e Luísa Kiala refreou os ânimos das camaronesas e aos 20 minutos a situação voltou ao normal, com o parcial de 13-7. Com o banco angolano a gerir a condição física das principais unidades, o inconformismo das adversárias trouxe algum equilíbrio ao intervalo, com o parcial de 17-11, a favor de Angola.  

A opção pelo sistema 6:0, no reinício, permitiu quatro defesas seguidas a Bá e um parcial de 5-0, que reforçou os níveis de confiança da selecção angolana, justificando plenamente os 23-12 aos sete minutos da etapa complementar. O primeiro golo camaronês aconteceu aos oito minutos, de livre de sete metros, mas o jogo estava sentenciado, com a vantagem de dez golos para o sete nacional e com maior frescura física das anfitriãs, por conta da gestão inteligente do banco angolano nos primeiros 30 minutos. 
Daí até ao final da partida a equipa nacional dos Camarões foi completamente ineficaz nos lançamentos de primeira linha, muito por culpa do bom desempenho da guarda-redes angolana. Mesmo abdicando do contra-ataque, as anfitriãs conseguiram avolumar o resultado para os 31-19 finais.
Aznaide Carlos foi destaque, ao conseguir manter a regularidade no ataque, apontando nove golos e conseguindo, por via das penetrações e dos remates de primeira linha, segurar o avanço do sete nacional. Na baliza, Bá sofreu apenas cinco golos na segunda parte, mantendo sempre uma vantagem confortável.
Edgar Neto, adjunto da Selecção Nacional, considerou que na segunda parte do desafio a equipa esteve ao seu nível, cumprindo as orientações emanadas do banco.
Angola alinhou e marcou com Teresa Almeida e Neide Barbosa (guarda-redes), Janeth Santos (1 golo), Joelma Viegas (1), Dalva Peres (1), Magda Cazanga (4), Isabel Guialo (2), Luísa Kiala, Lourdes Monteiro (2), Natália Bernardo (4), Vilma Nenganga, Aznaide Carlos (9), Carolina Morais, Juliana Machado (2), Albertina Kassoma (3) e Liliana Venâncio (3).   
Camarões com Noelle Bediang e Berth Abianbaxon (guarda-redes), Kaldjop Nleng (3), Vanessa Nchouapouognigni (1), Genny Mahala, Clarisse Madjouf (1), Jaqueline Mossy (1), Vanessa Ndjiepmou (1), Benedicte Manga (1), Melissa Agbor (1), Jossy Djong (1), Hermine Ngo, Fabiola Makamte (1), Cyrelle Ebanga (1), Jasmine Youtchoum e Yolande Touba (6).

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...


AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES